Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Veja as Fotos

Excelentíssimo Senhor Embaixador, Jong Won Shing,
Excelentíssimo Senhor Ministro das Relações Exteriores,
Excelentíssimos Senhores Colaboradores da Presidência da República de Cabo Verde,
Excelentíssimos Senhores diplomatas,
Excelentíssimos Senhores colaboradores da Embaixada da República da Coreia
Excelentíssimos Senhores jornalistas,
Minhas Senhoras e meus Senhores,

Senhor Embaixador, seja bem-vindo a Cabo Verde.

Apraz-me receber as Cartas que acreditam Vossa Excelência na qualidade de Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República da Coreia junto do meu país.

De Outubro de 1988 - data do estabelecimento das relações diplomáticas entre a República da Coreia e a República de Cabo Verde – a esta parte, a nossa cooperação, bilateral e multilateral, desenvolveu-se de forma satisfatória.

Embora tenha havido um declínio nos últimos anos, acredito que a recente visita oficial realizada a Cabo Verde pelo Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia, poderá relançar uma forte parceria entre a República da Coreia e a República de Cabo Verde. Aquando da mencionada visita registamos com satisfação a identificação de áreas e acções de cooperação de interesse mútuo. Desafio Vossa Excelência a empenhar-se na sua efectivação. Asseguro ao Senhor Embaixador a total disponibilidade do Presidente da República (e seus colaboradores?) para vos apoiar na concretização dos objectivos delineados e alcance das metas pretendidas.

Senhor Embaixador,

Ao longo dos anos não têm faltado oportunidades aos nossos países para se apoiarem mutuamente. Tal aconteceu recentemente quando Cabo Verde apoiou a candidatura da Coreia a um lugar não permanente no Conselho de Segurança da ONU para o biénio 1913-1914, bem como a sua eleição à Comissão sobre os limites da plataforma Continental (em Julho de 2012).

Por outro lado, apraz-me constatar um aumento de intercâmbios políticos entre os nossos países, facto anunciador de um clima propício ao relançamento de bases para uma cooperação mais substantiva. Neste contexto e apesar da situação económica e financeira mundial, gostaria de lançar o repto de fazer de Cabo Verde uma base logística de apoio aos interesses económicos sul-coreanos nesta região do Atlântico e de se desenvolver uma parceria económica diversificada, em sectores como as pescas, os transportes marítimos e a reparação naval, o turismo e as energias renováveis.

De igual modo, julgo ser oportuno o estabelecimento de acordos nos domínios da aviação civil, da promoção e protecção dos investimentos, e de supressão de vistos em passaportes oficiais e de serviço.

Senhor Embaixador,

Registamos com satisfação o compromisso do seu país com a defesa de princípios e valores que nos são comuns, quais sejam: a resolução negociada e pacífica dos diferendos entre os Estados e a promoção e a defesa dos direitos humanos, da democracia e da cidadania.

Também Cabo Verde pauta a sua política externa por princípios baseados no respeito pelo primado da paz, da segurança e das instituições democraticamente sustentadas. Esta foi a opção política feita pelo país desde os primórdios da sua independência. É pois lógico que as autoridades cabo-verdianas condenaram os golpes de estado ocorridos no Mali e na Guiné-Bissau. Cabo Verde defende uma Africa forte, solidária, democrática, respeitadora dos direitos humanos, mantendo-se claramente avesso a golpes militares para a resolução de quaisquer conflitos.

No caso concreto da Guiné Bissau, advogamos uma solução política inclusiva, envolvendo todos os actores políticos guineenses, devidamente mandatado pelo Conselho de Segurança da ONU e acompanhado pela CEDEAO, a CPLP, a UA e a UE.
Senhor Embaixador,

Para terminar, gostaria de felicitar Vossa Excelência pela sua acreditação e desejar que a sua missão em Cabo Verde tenha êxito e possa contribuir para o aprofundamento das relações de amizade e cooperação entre os nossos países.

Muito obrigado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00