Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Permitam-me agradecer, em meu nome pessoal e no do meu país, as agradáveis palavras a mim dirigidas, em vosso nome, pelo Decano do Corpo Diplomático e dizer-vos o quanto me honra e alegra a presença de Vossas Excelências aqui neste momento tão significativo.

Aproveito também para vos desejar a todos, assim como às vossas digníssimas famílias, que 2012 seja um ano de muitas realizações, um ano muita saúde, paz e prosperidade sempre tão desejada.

Senhoras e Senhores Embaixadores,

Tive já a oportunidade de me referir sobre alguns factos marcantes desses meus primeiros meses como Presidente da República bem como dos projectos que contamos realizar em 2012, durante o qual trabalharei em sintonia com o Chefe do Governo, numa base de lealdade e transparência Institucional e com o imprescindível apoio dos nossos principais amigos e parceiros que, aproveito, desde logo, para endereçar o meu sincero reconhecimento pela indefectível prova de solidariedade que vêm demonstrando para com o povo de Cabo Verde, na sua luta quotidiana contra a pobreza e o sub -desenvolvimento.

Apesar das dificuldades que atravessamos no decurso do ano transacto e que é do conhecimento de todos, em que destacaria a pobreza, o insuficiente crescimento económico, o desemprego, particularmente no seio dos jovens, a violência e a segurança nas cidades, desigualdades sociais, e fenómenos ligados à criminalidade internacional, soubemos, contudo, manter a estabilidade política, a coesão social e o respeito pelas Instituições, porque cientes de que são factores indispensáveis para a prossecução do bem-estar social, o respeito pelos direitos do homem, o desenvolvimento harmonioso do país e preservação da boa imagem e credibilidade do Estado.

Terão sido seguramente estas as razões que impediram que o impacto da crise no meu país tivesse sido mais brando do que noutras paragens.

E porque a problemática da paz e o entendimento harmonioso entre os Homens e as Nações está no centro das nossas preocupações, tivemos a honra e o privilégio de participar, primeiramente, no Encontro Comemorativo do Ano Internacional dos Afro - descendentes realizado no Estado da Bahia, a convite de Sua Excelência a Presidente do Brasil, Dra. Dilma Roussef e, em seguida, na Comemoração do Centenário da Criação do ANC, na Africa do Sul, a convite de Sua Excelência o Presidente Sul – africano, Dr. Jacob Zuma, na qualidade de Presidente deste partido.

Para vincar o nosso firme engajamento na luta contra a criminalidade internacional, fiz questão de presidir o encerramento da Conferência sobre a Iniciativa de Paz na Africa Ocidental, que teve lugar nesta cidade da Praia, de 12 a 13 de Dezembro de 2011.
Perante a relevância do acontecimento, permitam-me assinalar a perda que foi para a Nação cabo-verdiana e quiçá para o mundo, a morte recente da Cesária Évora, a nossa Diva dos pés descalços.

Senhoras e Senhores Embaixadores,

Cabo – Verde seguiu com esmerada atenção, os grandes acontecimentos ocorridos na cena internacional, quais sejam a primavera árabe, a crise financeira e económica internacional, a crise do euro, o recrudescimento dos tráficos de pessoas, drogas ou então o redesenhar das novas estratégias para a nossa sub-região, factos que constituíram e constituem preocupações acrescidas para um pequeno e vulnerável país como o nosso que necessita, sobremaneira, de um clima de paz e concórdia a nível regional e internacional para se desenvolver.

Mas, tais fenómenos, preocupantes é certo, longe de nos desencorajar devem constituir incentivos para continuarmos a resistir com determinação e criatividade para ultrapassarmos os obstáculos e prosseguirmos a nossa caminhada rumo a uma sociedade mais próspera, justa e democrática, onde cada cidadão poderá empenhar-se na realização dos seus sonhos, em suma, para que Cabo – Verde se afirma cada vez mais como um Estado de Direito.

Senhoras e Senhores Embaixadores,

Já o disse e aqui repito-o: 2012 não será um ano fácil.

Mesmo assim, estou confiante que saberemos vencer mais este desafio que se nos apresenta e, com o apoio dos nossos amigos e parceiros de sempre - que mais uma vez aproveito para agradecer a manifesta solidariedade para com o povo de Cabo Verde - assegurar o nível de desenvolvimento económico alcançado e, porque não, avançar para novos patamares.

Assim, com o propósito de reforçar esses laços de amizade e cooperação, contamos realizar no decurso do ano de 2012, visitas oficiais a alguns países amigos, como também esperamos ter a honra e o prazer de receber visitas de outros Chefes de Estado em Cabo-Verde.

No âmbito multilateral, a União Europeia, a CPLP, a CEDEAO e a União Africana, continuarão merecendo em 2012, lugar relevante no nosso relacionamento e as reformas das Nações Unidas continuarão merecendo nossa abalizada atenção.
À valorosa emigração Cabo- Verdiana, devo referir que ela merecerá da nossa parte uma atenção bem particular, no sentido da salvaguarda dos seus legítimos interesses, tanto aqui quanto nos países de acolhimento.

Senhoras e Senhores Embaixadores,

É pois com uma nota de optimismo e esperança num futuro melhor para os nossos Povos e Nações que gostaria de renovar os votos de um feliz e próspero 2012, para todos vós e vossas digníssimas famílias.

Muito obrigado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00