Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

Veja o texto
A 18 de Fevereiro de 2013, o African Presidential Center da Universidade de Boston (APC) publicou o 11º Relatório Anual dos Líderes sobre o Estado da África.
O African Leaders State of Africa Report - Relatório Anual dos Líderes sobre o Estado da África - é uma iniciativa do African Presidential Center (APC) da Universidade de Boston. O APC     adoptou uma abordagem para estudar os processos de democratização e de reformas de mercado livre em África.

O APC é uma plataforma que permite aos líderes Africanos democraticamente eleitos a apresentarem as suas perspectivas e visões relativamente aos seus respectivos países. O APC é igualmente um fórum de debate e de decisões sobre a democratização ea reforma do mercado livre em África.
16 Chefes de Estado Africanos foram seleccionados para participar 11º Relatório, de entre eles, novos Presidentes, designadamente o Presidente da República de Cabo Verde, o Presidente da República do Gana, a Presidente da República do Malawi e o Presidente da República do Senegal.
O Presidente da República, Dr. Jorge Carlos Fonseca, foi convidado pelo Embaixador Charles Stith, Director do African Presidential Center na Universidade de Boston, e editor sénior do Africa Leaders State of Africa Report, para participar na edição do ano de 2012, porquanto, segundo a opinião do mesmo «Cabo Verde continua a ser um exemplo de boa governação, provando uma vez mais que a democracia funciona em Africa»
O Presidente da República de Cabo Verde submeteu, como contribuição ao Relatório, a Mensagem dirigida à Nação a 5 de Julho de 2012, na Sessão Comemorativa do 37º Aniversário da Independência Nacional. Uma mensagem que reflecte o seu ponto de vista relativamente ao estado da Nação Cabo-verdiana.
Desde a sua criação, em 2002, todos os elementos do relatório, desde o seu objectivo ao seu design, receberam rasgados elogios no Ocidente e no Continente, pelo seu contínuo esforço no sentido de garantir que o ponto de vista africano seja amplamente divulgado junto de investidores, dos que influenciam a política dos EUA no Continente Africano, bem como da futura geração de líderes africanos.
Foram distribuídos, ate à data, mais de 22 mil cópias das primeiras dez edições do Relatórioa políticos internacionais e responsáveis políticos, a grandes empresas de comunicação social, a membros de Conselho de administração de empresas em África, a ONGs e a fundações envolvidas com a África, a embaixadas americanas e outras acreditadas em África, a departamentos de estudos africanos em todos os Estados Unidos, às principais universidades africanas, a Chefes de Estado e a ministros estrangeiros. O feedback recebido confirma que o relatório tem sido bem-sucedido na sua missão de proporcionar aos líderes africanos uma oportunidade de expressar os seus pontos de vista e articular as suas agendas para os fazedores de políticas e líderes ocidentais.
O Relatório Anual do Estado da África pelos Líderes Africanos é um instrumento efectivo de comunicação/divulgação do compromisso africano junto dos países ocidentais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00